Junho Vermelho: Quem tem reumatismo pode doar sangue?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) identificou que 16 a cada mil brasileiros têm o costume de doar sangue, sendo considerada uma média boa sobre o número de doadores em cada país.

A dependência da doação de sangue e o número crescente de dúvidas se pessoas com doenças reumatológicas podem ser voluntários estimularam esse post especial sobre o assunto.

Não chega a ser, necessariamente uma proibição, mas, sim, algumas doenças, como Artrite Psoriática, Artrite Reumatóide, Lúpus eritematoso sistêmico, não podem doar. A proibição é decorrente do fato das doenças afetarem a corrente sanguínea e órgãos do corpo, segundo explicação da Fundação Hemominas e seu comum acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), entre outros órgãos de saúde no Brasil.

Saiba mais sobre doenças reumáticas e dores crônicas clicando aqui!

Então, qualquer pessoa com algum tipo de reumatismo está proibida de doar sangue, ou existem tipos específicos?

Não são todas as doenças, pois algumas não fazem parte da lista de restrições por não comprometerem órgãos e outras partes do corpo. Além do mais, após a cura, certos tipos de reumatismo deixam de ser parte do grupo restrito, desde que não deixem sequelas, como no caso da febre reumática.

Confira a lista das doenças reumatológicas que impedem a doação de sangue:

Inaptidão definitiva

  •  Lúpus eritematoso sistêmico
  •  Artrite Psoriática    
  •  Artrite Reumatóide
  •  Doença de Behçet
  •  Doença de Wegener
  •  Esclerodermia
  •  Espondilite anquilosante 
  •  Osteomielite crônica
  •  Poliomiosite
  •  Sarcoidose

Aptos após alta médica

  • Artrose
  • Tendinite
  • Febre reumática (se não ocorrer sequelas, está liberado após dois anos de cura)
  • Gota (liberado com ausência de sintomas)
  • Osteomielite aguda (liberado após dois meses de cura)
  • Osteoporose (liberado caso seja a primária. A secundária precisa passar por avaliação médica, antes de liberar a doação)

Em caso de ausência das patologias citadas acima, para quem tem reumatismo, o recomendável é verificar a possibilidade de doação de sangue diretamente com o médico reumatologista. A doença reumática é distinta em cada um e as reações dos remédios, sintomas e complicações secundárias são extremamente variáveis em cada caso.

Doar sangue é uma das formas mais nobres de salvar vidas. Se você pode, não hesite em se tornar um doador de sangue. É gratuito, rápido e não dói.

Leia também: Doenças reumáticas autoimunes e a importância da vacinação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *