Dengue, Zika Vírus, Chikungunya e Reumatismo

As estimativas brasileiras estabelecem 676.928 casos de dengue, 25.535 casos de chikungunya e 2.545 casos de zika vírus para os próximos meses, conforme o Ministério da Saúde.

As informações abaixo são importantes para conhecimento e atenção ao considerar as problemáticas decorrentes das doenças reumatológicas e patologias transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

As doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti fazem cada vez mais vítimas brasileiras e o cotidiano de uma pessoa reumática não é fácil ao ter que lidar com dores extremamente intensas, medicações, atividades físicas, estresse etc. O convívio com essa situação é desafiador e acompanhado de uma dengue, zika vírus e-ou chikungunya, é ainda mais complicado, pois as infecções tendem a ser mais dolorosas com as inflamações causadas pelo reumatismo.

Leia mais sobre a rotina de quem tem reumatismo clicando aqui!

Atenção Aos Sintomas!

A dengue está mais associada à febre alta, dor de cabeça, mal-estar, dor no entorno dos olhos, manchas vermelhas pelo corpo, falta de apetite e dores musculares. Já, a chikungunya causa febre, dor de cabeça, juntas e em várias partes do corpo, náuseas/vômitos, pele e olhos avermelhados. Os sintomas do zika vírus são febre leve, conjuntivite, dor de cabeça e nas juntas. Os sintomas podem ocorrer em níveis baixos, médios ou altos, variando conforme cada caso.

É de extrema importância o diagnóstico, pois em caso de foco dessas moléstias próximo de sua residência e se apresentar alguns desses sintomas, deve procurar rapidamente um centro de saúde.

FAÇA SUA PARTE!

A questão do mosquito transmissor Aedes Aegypti é de interesse público. É imprescindível evitar a expansão da dengue, zika vírus e chikungunya, através dos cuidados na residência, empresas, escolas, comércios, ruas etc.

Tudo começa dentro de casa, portanto, não deixe de inspecionar o seu quintal e o lar como um todo.

EVITE DEIXAR:

  • Água exposta e parada
  • Entulhos e lixos amontoados por mais de um dia no quintal
  • Baldes, bacias, garrafas destampadas e outros recipientes virados para cima
  • Calhas cheias de folhas e água
  • Piscinas, tambores e caixas ´d’água abertos
  • Pratinhos de vasos de planta sem areia ou terra
  • Lixeiras destampadas
  • Pneus descobertos e com água
  • Bebedouro e vasilha para refeições dos animais sujas, com água e expostas por mais de um dia.

Veja também: reumatismo e autoestima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *