Como reduzir as dores reumatológicas no inverno?

 

Blog---O-frio-pioras-as-doenças-reumatológicasAs pessoas com dores decorrentes de doenças reumatológicas podem sentir o aumento da intensidade com a chegada do inverno e a queda da temperatura.

O aumento da dor pode ser explicado pela tendência das pessoas em contraírem a musculatura, quando sentem frio. A contração causa a rigidez da circulação sanguínea, assim como dos tecidos, tendões e articulações.

A ação é uma tentativa do organismo para armazenar o máximo de calor possível, reduzindo a área do corpo em contato com o ar, mas como consequência, coloca em risco o bom funcionamento das articulações.

Nas extremidades do corpo, cuja temperatura é menor, como nas mãos e pés, os sintomas podem ser sentidos mais intensamente, causando o aumento da dor e diminuição da mobilidade, uma vez que a dinâmica vascular é dificultada.

Saiba algumas ações que auxiliam no alívio da dor e do desconforto:

  • Aquecimento

O relaxamento dos músculos, tendões e ligamentos e o alívio da pressão sobre as articulações requer a manutenção do corpo aquecido com agasalhos apropriados, banhos de água morna e aplicação de bolsa térmica nas áreas mais doloridas.

  • Atividade física

É natural as pessoas diminuírem o nível de atividade no frio, mas a prática regular de baixo impacto, como caminhada, estimula o aumento da resistência muscular, da densidade óssea, lubrificação das articulações e liberação de endorfina, substância estimulante da sensação de bem-estar e conforto.

O conteúdo e intensidade do programa de atividade física deve ser elaborado, conforme a necessidade e a capacidade física de cada pessoa. Os portadores de osteoporose, por exemplo, devem ter um acompanhamento de um reumatologista para evitar lesões e o agravamento do quadro.

  • Alimentação adequada

A recomendação é ingerir alimentos ricos em cálcio, vitamina D e ômega 3, nutrientes essenciais para a saúde dos ossos e vitamina A e selênio para fortalecerem o sistema imunológico.

O tabagismo e o consumo excessivo de álcool devem ser evitados, porque interferem na produção de vitamina D, essencial para a absorção de cálcio.

  • Controle do peso

O excesso de peso e os músculos pouco fortalecidos causa sobrecarga do sistema de ligamentos e tendões, o que aumenta a pressão sobre as articulações, como os joelhos, costas e quadris.

  • Exposição solar

A exposição solar da face, braços e mãos estimula a produção do hormônio D3 (também conhecido como Vitamina D), um dos maiores protetores celulares, da pele e do organismo.

Nas situações em que a pessoa for portadora de lúpus, a exposição ao sol deve ser evitada, conforme orientação médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *